terça-feira, 29 de novembro de 2011

Conversas

Conversas!
Muitas conversas!
Muito conversas!
Várias conversas!
É todo um corolário de conversas!
Que ficaram por aqui dispersas!
E muitas deles são bem diversas!
E por que não dizer perversas!
E gostas! E gosto! E ninguém mais as tem!
Ninguém se entretem!
Não desta maneira, com palavras, com ideias!
As conversas nunca estiveram tão cheias!
De metáforas! Ironias! Figuras de tanto estilo!
E continuo a escrever, assaz tranquilo!

Conversas que tens comigo,
e sabes que sou teu amigo,
e que o amanhã nunca se sabe!
Ou então esperas que não desabe
este castelo feito de pedras deste caminho
que costumava trilhar sozinho
até tu teres aparecido!
E me teres ajudado!
A ser, a realizar, a conquistar
os feitos mais incríveis!
Surreais! Bem-estar!
E as conversas são credíveis
mesmo que eu nem sempre acredite!
Mesmo que eu me irrite!
E irrito com tanta conversa sem sentido!
Mas que são melhores do que os desejos que tenho tido!

Conversas! Com quem?
Que interessa se se conversa tão bem!
E se voa! Sem sair do lugar!
Mais acção e menos jogar!
Que jogo! Quem ganha?
Que situação tão estranha!
Que vivo! Que vives! Vamos vivendo
e agora compreendo
todas as tuas conversas!

1 comentário:

  1. Sem dúvida o meu preferido.
    ADOROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO.

    ResponderEliminar